JulianaSphynx.blogspot.com

Biologia e coisas que poucos gostam. Talvez esse seja o tema do Blog.

Juliana Sphynx: Pardal Doméstico

25.11.09

Pardal Doméstico

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Passeridae
Gênero: Passer
Espécie: Passer domesticus
julianasphynx.blogspot.com
Origem: Oriente médio
julianasphynx.blogspot.com
julianasphynx.blogspot.com
Pardal é um nome que faz referência a pássaros dos gêneros Passer e Petronia.
São aproximadamente mais de 60 espécies de pardais na Europa, Ásia, África e América.
julianasphynx.blogspot.com
Aqui tratarei da espécie que freqüenta minha casa: o Passer domesticus.
julianasphynx.blogspot.com
Conhecido popularmente como Pardal Comum, Pardal Doméstico, Pardal–dos-telhados ou somente pelo nome de pardal, esta ave é a que considero como a mais fácil de atrair para os comedouros.
julianasphynx.blogspot.com
Ocorre durante todo o ano, forma bandos e apresenta maior freqüência na zona urbana.
julianasphynx.blogspot.com
É um pássaro pequeno, com envergadura de 19 a 15cm e tamanho de 14 a 16cm.
julianasphynx.blogspot.com
Vive aproximadamente 12 anos.
julianasphynx.blogspot.com
Desconfiado, voa assim que presencia movimento. Como tempo pode ficar mais calmo ao freqüentar um comedouro muito movimentado por pessoas, mas ainda sim, não é tão manso quanto alguns já citados.
julianasphynx.blogspot.com
Não costumam apresentar vôo livre (batem as asas direto) e possuem um bico cônico e largo adaptado para a alimentação na grama.
julianasphynx.blogspot.com
Apresenta dimorfismo sexual. Sendo os machos mais escuros, com uma mancha negra na cara e marrom escura em cima da cabeça. As fêmeas lembram fêmeas de Canário-da-Terra-Brasileiro, sendo inteiramente marrom claras.
julianasphynx.blogspot.com
Pardal fêmea
julianasphynx.blogspot.com
Por algum período, os filhotes lembram a plumagem das fêmeas.
julianasphynx.blogspot.com
Filhote de Pardal
julianasphynx.blogspot.com
É quase imperceptível a quem não os observa, mas o macho, possui dois tipos de plumagem. Na primavera e verão: seu bico fica preto azulado e as penas mais castanhas e no inverno: a plumagem torna-se mais pálida e o bico mais amarelado.
julianasphynx.blogspot.com
Pardal macho com plumagem de verão
julianasphynx.blogspot.com
Com exceção dos países polacos, o pardal está distribuído mundialmente.
julianasphynx.blogspot.com
Por mais que seja uma ave muito abundante no Brasil, o Pardal Doméstico é nativo do Oriente Médio.
julianasphynx.blogspot.com
Foi introduzido em 1903 pelo prefeito do Rio de Janeiro Pereira dos Passos. A soltura foi autorizada na região, porém, as aves eram proveniente de Portugal (onde haviam sido introduzidas da mesma maneira).
julianasphynx.blogspot.com
O homem ajudou a fazer do pardal uma aves bastante popular. Em 1851, 100 destas aves foram soltas na Inglaterra, aumentando assim sua distribuição mundial.
julianasphynx.blogspot.com
Além de solturas, trens, navios e outros meios de transporte levaram o pardal de um lado a outro fazendo com que seja a ave com maior distribuição geográfica no mundo.
julianasphynx.blogspot.com
Até então ninguém se preocupava com os riscos de levar uma espécie para outros cantos.
julianasphynx.blogspot.com
O pardal corresponde a uma espécie Bioinvasora, acarretando alguns impactos ecológicos, como a competição com espécies nativas, afugentando e ocupando ninho destas aves. Tal maneira de agir implica na expulsão de grupos de aves locais em troca de ninhos de pardais.
julianasphynx.blogspot.com
Alem de afugentar aves nativas, o pardal também ocupa seus respectivos nichos, havendo assim uma competição direta entre espécie nativa e invasora.
julianasphynx.blogspot.com
Pardais acasalando
julianasphynx.blogspot.com
Possuem preferência pelo ambiente habitado por seres humanos, cujo lhe favorece maior facilidade de encontrar alimento.
julianasphynx.blogspot.com
Falcões, corujas, gatos, cães, serpentes e outros, constituem alguns dos predadores conhecidos dos pardais.
julianasphynx.blogspot.com
São grandes inimigos dos agricultores, pois adoram alimentar-se de sementes.
julianasphynx.blogspot.com
Costumam andar em pulinhos e revirar o solo, grama e pequenas pedras em busca de comida.
julianasphynx.blogspot.com
São aves facilmente atraídas para comedouros. Apreciam pão, alpiste, linhaça, restos de alimento humano (especialmente arroz cozido), frutas, insetos, brotos...
julianasphynx.blogspot.com
Na época de reprodução dão preferência aos alimentos vivos como minhocas e insetos.
julianasphynx.blogspot.com
A reprodução da espécie é fácil. Preferem buracos em construções a árvores. Dificilmente um ninho de pardal será visto em uma árvore (mais um motivo para preferir locais com a presença humana).
julianasphynx.blogspot.com
Costumam construir ninhos em grupos, entre fevereiro e maio.
julianasphynx.blogspot.com
São monogâmicos.
julianasphynx.blogspot.com
Os machos encontram o local ideal para o ninho (geralmente um buraco em construção, telhado, buracos em árvores, semáforos) e em seguida mostra para a fêmea eriçando as penas. Caso ela goste do local ele começa a construir o ninho.
julianasphynx.blogspot.com
Canário e Pardal descansando em telha
julianasphynx.blogspot.com
Vegetação seca, papel, algodão, fios, penas e galhos ajudam a formar o ninho que é frouxo e em formato esférico com uma entrada mal acabada.
julianasphynx.blogspot.com
Freqüentemente ocupam ninhos já prontos feitos por outras aves até de outras espécies (em volta da minha casa observo muito disto acontecer com o ninho do João-de-Barro - Furnarius rufus).
julianasphynx.blogspot.com
Fêmea, macho e variações de ovos
Foto: www.apologo11.blogspot.com
julianasphynx.blogspot.com
Os ovos são colocado em qualquer época dentro do período reprodutivo.
julianasphynx.blogspot.com
São geralmente de 1 a 4 ovos manchados que levam entre 10 a 14 dias para os filhotes nascerem.
julianasphynx.blogspot.com
A fêmea não ajuda na construção do ninho, porém ambos revezam na choca e alimentação dos filhotes.
julianasphynx.blogspot.com
Enquanto pequenos, pai e mãe alimentam os filhotes regurgitando insetos e minhocas.
julianasphynx.blogspot.com
Com cerca de 10 dias os filhotes começam a consumir uma dieta vegetariana e saem do ninho, retornando as vezes para dormir.
julianasphynx.blogspot.com
Esta espécie é freqüentemente confundida com o Pardal Montês.
julianasphynx.blogspot.com
Pardal Montês
Foto: http://pt.wikipedia.org

julianasphynx.blogspot.com
Apesar do sucesso mundial, o pardal é uma ave frágil. Centenas morrem todo o ano de frio no inverno de diversos países. Sua abundância dá-se pela facilidade de reprodução e alimentação.
julianasphynx.blogspot.com
Fêmeas com frio no inverno brasileiro
julianasphynx.blogspot.com
Curiosamente, em algumas regiões frias da Europa, é comum que moradores coloquem manteiga para que os pássaros fortifiquem suas reservas de gordura e assim salvem-se do destino que muitos têm no inverno.

7 Comentário(s)

Anonymous Anônimo comentou:

O material sobre Pardal é ótimo. QWuant analisar o qualidade do blog, sou meu bronco para isto. Acho legal.

3:25 PM  
Anonymous Anônimo comentou:

Olá Juliana!

Preciso que me dê uma dica...
Ontem em meu quintal que fica próximo ao verde dos terrenos de vizinhos, achei um ovo que creio ser de pardal, pois segundo a imagem que vc colocou dos pardais e seus respectivos ovos, se parace muito com o 1º. da esquerda.
Então, como faço para localizar algum ninho? E se eu colocar em algum ninho, o pardal chocará e cuidará, ou saberá que não é o seu e não cuidará?
Aguardo resposta. Obrigada,

Sâmia.

8:41 PM  
Blogger Juliana Sphynx comentou:

Se colocar em algum ninho a fêmea não deve chocar pois vai reconhecer que o ovo não é dela. Para localizar o ninho, geralmente olhamos para cima do local onde o ovo foi encontrado, pois possivelmente caiu do mesmo

11:09 PM  
Blogger Maria Fonseca comentou:

Olá Juliana!
Conduzida ao seu blog por ter uma grande afeição aos pardais, gostei muito das suas fotos e de tudo o que expõe sobre a sua vivência.
Gostava de lhe pedir licença para colocar a sua 1ª foto do pardal no raminho da árvore a acompanhar um poema no meu blog Poesia da Natureza. Abraço amigo de Lisboa, Maria da Fonseca

5:42 PM  
Blogger Maria Fonseca comentou:

Olá Juliana,
Muito grata por me ter permitido colocar a sua foto do pardal no meu blog Poesia da Natureza,
venho confessar-lhe que me excedi tendo ainda colocado a foto do lindo Pardal montês junto do meu poema Passer domesticus. Peço-lhe que me perdoe.Sempre que tiver ocasião, terei muito prazer em receber a sua visita.
Um abraço carinhoso de Lisboa,Maria

8:31 PM  
Anonymous Anônimo comentou:

Oi Juliana,
Espero que vc saiba nos ajudar, pois hoje minha filha achou um ninho com um ovinho bem pequeno e rajadinho de marrom. Acredito que seja de um pardal, jah que muitos deles voam nesta regiao. Colocamos o ninho proximo a uma lampada e tb olhamos contra a luz e vimos que tem um bichinho dentro. Nao sabemos se estah vivo e nao sabemos mais o que fazer....Help!!!!
Adoramos os animais e jah criamos um filhote de garca e 2 de pardais, mas o ovo eh a 1vez.
Desde jah agradeco, um abraco
Isabela e Janaina

10:22 PM  
Blogger MATTE's Family comentou:

Olá!
Hoje eu e meu pai encontramos um ovo que pela foto de seu blog, é de um pardal. Vimos um ninho ninho acima do local onde tinhamos encontrdo o ovo. Meu pai colocou o ovo no ninho. Gostei muito do seu blog porque me ajudou a saber de que pássaro era! Obrigada!

10:01 PM  

_______________________

** Desculpem! Mas temporariamente não estou aceitando comentários de pessoas que não sejam registradas!

Leio e respondo toda a semana ou assim que tenho tempo

Obrigada a todos que deixam suas mensagens

=)

Postar um comentário